Dicas Impressão

Qual o melhor papel Fotográfico para Impressora Doméstica?

Qual-o-melhor-papel-Fotográfico-para-Impressora-Doméstica

As máquinas digitais se transformaram numa verdadeira febre entre os amantes de fotografia. Desde a invenção da máquina fotográfica nunca foi tão fácil fotografar e registrar momentos que se já se mostram inesquecíveis e a melhor maneira de não esquecer é registrando uma foto.
A primeira câmera fotográfica que não precisava de filmes apareceu no mercado na década de 1970, inventada por Steve Sasson, que trabalhava nos laboratórios da Eastman Kodak Company, na época a empresa mais conhecida no ramo de fotografias.
É lógico que aquela câmera era muito diferente daquelas a que estamos acostumados atualmente, já que, em vez de gravar imagens em Papel Fotográfico, ela gravava as imagens numa fita cassete.
Na época, a possibilidade de tirar fotos sem necessidade de filmes era uma grande novidade e o equipamento foi lançado no mercado. No entanto, foi somente a partir da década de 1990 que as câmeras digitais começaram a ser vendidas em maior escala.

Fotos-sem-filmes-uma-grande-concorrência
Fotos sem filmes: uma grande concorrência

Todas as outras empresas do ramo de fotografia, depois disso, entraram com seus produtos na disputa por novas tecnologias, o que nos leva a ter atualmente câmeras cada vez menores, embora com qualidade de imagem inversamente proporcional.
Hoje podemos perceber que a qualidade das imagens, os recursos e efeitos, a tecnologia aplicada nas câmeras vem melhorando a cada dia. No entanto, não adianta ter em mãos a câmera mais moderna se, na hora da impressão, você usar o papel fotográfico não adequado.
Da mesma forma que as câmeras fotográficas vêm evoluindo, o mesmo acontece com as impressoras. Hoje ficou muito atrás no tempo os mimeógrafos e o cheio de álcool que ele deixava nas folhas, ou mesmo as impressoras matriciais que apenas imprimiam textos.
As impressoras jato de tinta se tornaram bastante populares, atendendo nossas necessidades de impressão inclusive de fotografias. Mas, para imprimir fotos, é preciso aplicar algumas técnicas específicas, como por exemplo, na escolha do Papel Fotográfico correto para impressão.

Como-imprimir-fotos
Como Imprimir Fotos

Para começar, é preciso usar o papel fotográfico correto. E o tamanho ideal do papel para imprimir fotos vai depender diretamente da resolução da imagem.
Para quem tenha feito uma foto em baixa resolução, não vai resolver imprimi-la em papel de tamanho grande. Existe uma regra bastante simples: para imprimir uma foto no tamanho 10 x 15, é preciso ter um arquivo de, no mínimo, três megapixels. Menos do que isso, a foto terá sua qualidade comprometida.
Ao mesmo tempo, quanto maior for a gramatura do papel, melhor será a qualidade da imagem. O aumento da gramatura oferece melhoria na nitidez e no brilho das cores. A Kodak, por exemplo, relaciona a gramatura do papel ao uso que o consumidor irá fazer e os papéis com maior gramatura são os mais indicados para impressões profissionais.
Você precisa também levar em consideração que os papéis fotográficos de maior qualidade também garantem maior durabilidade para a fotografia.
Também é preciso levar em consideração da relação custo-benefício da impressão. Assim, se você imprime muitas fotos, poderá escolher um papel mais simples, com qualidade, porém com menor preço.
Os principais fornecedores de papel fotográfico fabricantes de Impressora são a Kodak e a HP, que oferecem pacotes com diferentes números de folhas. Nesse caso, é interessante calcular o preço por folha. A HP, por exemplo, oferece opções que reúnem tinta e papel que podem render boa economia. Entretanto, existem opções mais acessíveis, mas que oferecem qualidade superior, como as marcas Greenbelt, Crie Sempre e Koga.Que-tipo-de-papel-fotográfico-usar

Que tipo de Papel Fotográfico usar

O tipo de papel fotográfico a ser usado, portanto, vai depender do resultado desejado. Existem muitas opções de texturas, tamanhos e gramaturas que devem ser escolhidas de acordo com aquilo que você pretende.
Além disso é preciso usar também o papel indicado para o modelo de impressora, informação que você pode obter no manual de instruções do equipamento ou na página do fabricante.
Evidentemente, quando você compra uma determinada marca de impressora, o fabricante vai indicar os papéis que também produz, mas, se o papel indicado não for bom o suficiente, não irá trazer qualidade ao trabalho de impressão.
O preço do papel fotográfico também varia de acordo com a sua qualidade, durabilidade e gramatura. É preciso, contudo, não confundir gramatura com espessura do papel, já que nem sempre é assim.
A gramatura do papel indica sua resistência, ou seja, a densidade da folha ou o seu peso. Quanto maior for a gramatura, melhor será sua qualidade, pois é isso que determina a nitidez e o brilho da imagem. A gramatura maior oferece mais fibras de papel por centímetro quadrado.
Além da gramatura, também é necessário observar duas condições para o papel fotográfico: os brilhantes e os foscos.
O papel fotográfico brilhante é o mais indicado para fotografias com cores mais vivas, destacando os detalhes da foto. Contudo, esse tipo de papel apresenta uma desvantagem, pois não pode ser muito manuseado, deixando as digitais visíveis, o que vai oferecer um aspecto mais sujo para a foto depois de algum tempo.
O papel brilhante deve ser usado para fotos de álbuns ou porta-retratos, devendo ser deixado para secar por pelo menos 48 horas para evitar que a foto fique grudada no vidro ou no plástico.
O papel fotográfico fosco possui mais poros, não sendo tão indicado para fotos com mais detalhes ou variações de cores. Ele é mais indicado para impressão em preto e branco ou para dar um visual de foto antiga.
Por último, é importante escolher bem o tamanho do papel, que contribui para a qualidade da visualização da imagem. Ou seja, o tamanho do papel deve ser compatível com a resolução da foto para que você não tenha deformações na impressão.
A escolha deve ser feita de acordo com os megapixels da máquina fotográfica. Quanto mais megapixels, maior pode ser o tamanho da impressão, já que ela vai apresentar melhor resolução.

Como-imprimir-em-papel-fotográfico
Como imprimir em papel fotográfico

Para imprimir suas fotografias é preciso usar editores de imagens para recortar, aplicar filtros ou efeitos nas imagens. Se você não possui um editor de imagens, procure aquele que mais atende suas necessidades.
Depois de trabalhar a imagem e imprimi-la no papel mais adequado, deixe que as fotos fiquem bem secas antes de coloca-las em porta-retratos ou álbuns, evitando que a foto fique colada.
Não deixe as fotos expostas ao sol ou em ambientes úmidos para não prejudicar a impressão ou fazer com que a foto perca a qualidade mais rapidamente.
Na hora de imprimir, veja se a impressora está bem regulada, para evitar desperdício de tinta. Se houver muita tinta, a impressão vai sair borrada.
O papel sulfite é de melhor qualidade e serve muito bem para fazer o teste na sua impressora. É um tipo de papel que não suporta impressões fotográficas ou desenhos com muitas cores, já que pode rasgar com maior facilidade.
Analise tudo isso antes de imprimir fotos e use papéis especiais para fotos especiais e papéis com menor gramatura para fotos comuns.

Papel-fotográfico-na-Valejetcom
Papel fotográfico na Valejet.com

Na Valejet.com você vai encontrar todos os tipos de Papéis Especiais para Impressão e Papel Fotográfico Glossy/Brilhante e Matte/Fosco para seus trabalhos de impressão. Encontre as principais marcas de Papéis Especiais Crie Sempre e Greenbelt e obtenha maior qualidade de impressão e a garantia que só a Valejet.com pode lhe oferecer. Faça suas compras de Papel para Impressão na Valejet.com e tenha todas as facilidades de pagamento, com os preços mais competitivos do mercado e frete para todo Brasil na Valejet.com.

 
Posts relacionados
jato de tinta
Impressora Jato de Tinta – Um clique e tudo acontece
impressora de cracha
Dica de negócio: Impressão de cartões e crachás
Vídeo Recarga do Toner Brother 420 | 450

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Seu Website