Dicas Impressão

Cuidados com a Tipografia para Impressões Claras e Legíveis

tipografia

Antes de entrarmos especificamente no assunto tipografia, devemos entender o processo de impressão desde o papel. O papel utilizado pode apresentar os mais diferentes formatos, texturas e gramaturas.

Normalmente utilizamos o papel A4 para a maior parte das impressões, já que é o mais comum encontrado no mercado. É interessante saber que a altura e a largura de uma folha de papel são iguais à raiz quadrada de dois. Assim, por exemplo, quando juntamos duas folhas de papel A4, conseguimos uma folha de papel A3 com exatamente o dobro da área e, dessa forma, podemos imprimir uma folha A3 em uma folha A4 sem perder a proporção.

Assim, se você partir de uma folha A0, poderá dividí-la em duas folhas A1, com exatamente metade da área, seguindo o processo por todos os tamanhos, até A10.

Um processo de impressão offset, dessa maneira, pode trabalhar com uma folha inteira, ou seja, você pode imprimir até 64 folhas A7 em uma única folha A1, geralmente o maior formato das gráficas.

O que não se pode esquecer é que a escala é estabelecida em ordem decrescente e, portanto, quanto menor o número do tamanho da folha, maior será o seu tamanho.

Outro detalhe importante é que o padrão A para tamanhos de papel, conhecido como ISO 216, não é o único. Existe o formato Letter, que difere do padrão A, o que leva a conhecer os gabaritos para não ter alterações no que for impresso.

Formato aberto ou fechado em impressões

O que conhecemos como tipografia não é apenas a impressão de tipos, ou letras em formatos diferentes, mas todo o processo que envolve o trabalho de impressão.

Assim, por exemplo, temos uma diferença entre formato aberto e fechado. O formato aberto é o material preparado antes de receber qualquer acabamento, como, por exemplo, as dobras. O formato fechado é o final da produção, depois das dobras e acabamentos.

Um bom exemplo é a comparação entre um folder com duas dobras no formato A4, tanto aberto quanto fechado. Quando a gráfica trabalha com formato aberto, o A4 aparece no começo do processo, antes de ter o material dobrado e fechado, que não é mais denominado A4, mas sim como DL.

As folhas e páginas na impressão

Quando utilizamos o vocabulário aplicado em gráficas, as palavras lâmina, folha e página apresentam significados diferentes. Assim, se falamos em página, estamos falando de cada face do papel que vai receber a impressão. Podemos dizer que cada lado de uma folha tem uma página, sendo, portanto, duas páginas por folha.

Assim, cada lado do papel que possa ser impresso é uma página, ou seja, se o material impresso tiver 20 páginas, ele terá 10 folhas. A frente sempre é a página ímpar e o verso é sempre a página par.

Lâmina, em tipografia, é toda folha de papel que compõe um material gráfico em seu formato aberto. Se estivermos imprimindo um catálogo com várias páginas, a sua montagem só pode ser feita ao dobrar várias lâminas e usar um grampo para montar o trabalho final, ou seja, podemos ter um catálogo composto por 3 lâminas e com 6 ou mais páginas.

De uma forma geral, as lâminas são utilizadas em materiais grampeados, formando uma brochura, um livreto ou um catálogo e, dessa forma, um material de várias páginas é o resultado de diversas dobras em uma única lâmina.

O bitmap e o vetor na tipografia

Entendendo como funciona a utilização do papel em tipografia, podemos agora entrar no assunto específico de tipos utilizados para impressão.

Sabemos que uma peça publicitária impressa ou qualquer material vai precisar de imagens e elementos de ilustração e, para isso, podemos utilizar dois tipos de imagens: o vetor e o bitmap.

O bitmap é um conjunto de pixels, ou pontos, que levam consigo uma informação e cor, sendo uma imagem formada pela união de todos os pixels, devidamente ordenados. Cada imagem em bitmap possui uma resolução em DPI, medindo a qualidade e a nitidez da imagem final.

O DPI significa dots per inch, ou pixels por polegada e, quanto maior o DPI de uma imagem original, maior será sua definição e qualidade. Para garantir maior qualidade e nitidez, os pixels na borda das imagens apresentam pequenas alterações de cor para suavizar o contorno.

O vetor, por seu lado, são formas que possuem informações de cor, de dimensões, de curvas e linhas armazenadas não em pixels, mas em equações. Essas equações são traduzidas para desenhos, que terão um formato, cor ou tamanho diferenciados, sem alterar sua resolução, uma vez que não são formatos por pixels.

O vetor é constituído basicamente por pontos, ou nós, que indicam onde uma linha começa e onde ela termina. As curvas são configuradas por alças que, quando são esticadas, criam resultados diferentes.

Podemos entender, portanto, que, na tipografia, a resolução de uma imagem vai refletir diretamente na qualidade do material impresso. Assim, uma resolução inferior a 150 DP, por exemplo, vai deixar evidentes as imperfeições e, portanto, devemos dar preferência aos vetores para textos e linhas, usando imagens com maior resolução em DPI.

Como cuidar melhor da tipografia nas impressões

Você pode perceber, portanto, que a tipografia é um dos elementos mais importantes quando falamos de design gráfico. Os cuidados com a tipografia irão garantir que a mensagem seja impressa de forma clara e legível.

Uma boa tipografia apresenta grande variedade de pesos e tamanhos, as conhecidas fontes tipográficas, que irão apresentar a mensagem. Existem alguns pontos importantes com relação à tipografia que precisamos levar em conta:

  • O ideal é usar famílias tipográficas com diversos pesos, como, por exemplo, italic, bold, semibold ou mediu, em vez de alterar a fonte manualmente, já que a impressão PDF não vai apresentar todas as alterações;
  • Sempre que possível devemos converter nossas fontes em curvas, criando contornos, pois assim a letra vai se transformar em vetor, garantindo que seja impressa da forma correta, mesmo depois dos ajustes de pré-impressão;
  • A tipografia, principalmente quando é impressa em tamanho menor e quando convertida para bitmap (ou quando rasterizada, que é o termo correto), perde informações de forma e cor, comprometendo a legibilidade. Portanto, é melhor deixar a tipografia como texto ou como vetor no PDF;
  • Devemos evitar usar o preto 400%, com todas as cores em 100%, para os textos, uma vez que isso pode gerar erros de registro, prejudicando a legibilidade do texto, além de haver algumas gramaturas que não podem suportar volumes mais elevados de tinta.

Finalizando, sempre que possível, devemos converter a tipografia em vetor, mantendo as fontes utilizadas em arquivo seguro para utilizá-las em caso de algum ajuste durante a pré-impressão, como erro de envio, de sangria, de formato ou modo de cor.

Impressões na Valejet.com

Tudo o que você precisa para fazer uma boa impressão é possível encontrar na Valejet.com. Trabalhamos com materiais da melhor qualidade, desde tintas a papéis, além de acessórios para os mais variados tipos de tipografia.

Entre em contato conosco e exponha suas necessidades. Nossa equipe está preparada para lhe oferecer o melhor para seus trabalhos de tipografia.

 
Posts relacionados
impressora de mão
Impressora ecológica cabe na palma da mão
a-importancia-de-carimbos-em-uma-empresa
A Importância de Carimbos em uma Empresa
limpeza de impressora
Aprenda a limpar sua impressora

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Seu Website